25 de mar de 2011

 
Eu entrei...
Me esqueci de perguntar se podia. Li os sinais sem pensar que, de repente, não era bem aquilo que estava escrito.
Invadi! Todas as placas me apontaram essa direção, todas as flechas me levaram a esse caminho.
Então, fui, cega, tateando. Ora me jogando com força, ora pisando macio, com medo, em terreno novo.
E agora?
Agora os sinais me dizem outras coisas, não existem mais flechas
indicando o caminho, terei de achá-lo por mim mesma.
As placas mudaram a mensagem. Nem sei se posso lê-las. Ficaram lá atrás, no caminho que já não existe.
Mas os sinais, esses sim são infalíveis.
Passíveis de erros somos nós, que os interpretamos da maneira que melhor nos satisfaz os desejos.
Os sinais estão mais claros agora que me permiti entendê-los da maneira como vem.
Agora, se me dão licença, preciso ir ...  o caminho de volta é sempre mais longo quando temos que achar por onde seguir!

Carol Viana (16/02/2011)

6 comentários:

Shirley on 25 de março de 2011 08:44 disse...

Amei o texto pima, pois é por onde temos que seguir? as vezes me pergunto isso várias vezes...

camila on 25 de março de 2011 13:20 disse...

Lindo texto

Marcela on 25 de março de 2011 14:31 disse...

Eu simplesmente me identifiquei de ponta a ponta!!!!!! E não poderia ter descrito melhor! Adoro seus textos, flor! Beijos no cuore!

Fernanda Marchioretto on 27 de março de 2011 01:20 disse...

Genial a parte que a gente entende os sinais como nos convém. Seria auto-sabotagem? Ou só o desejo de felicidade a qualquer custo? Adorei o texto more, o melhor até agora!
Besos!

C. on 28 de março de 2011 04:54 disse...

atualizou linda
que saudadessssssssssssssssss
adoro-te sempre

Cris Paulino on 28 de março de 2011 13:34 disse...

Bom retorno amiga!!! =)
Beijosss

 

Copyright © 2009 Grunge Girl Blogger Template Designed by Ipietoon Blogger Template
Girl Vector Copyrighted to Dapino Colada